quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Histórias e Contos Infantis no Hospital Divino Espírito Santo

“Cada palavra, gestos e movimentos que expressávamos provocou naquelas crianças um sorriso encantador [...]”

Nos dias 5 e 12 de dezembro a turma do Curso Profissional de Técnico Biblioteca, Arquivo e Documentação, da ESDR, realizou uma sessão de leitura para as crianças e jovens da pediatria do Hospital Divino Espírito Santo (HDES). A atividade teve como principais objetivos, motivar e sensibilizar as crianças e jovens para a importância do livro e da leitura; contribuir para o estímulo da criatividade e do desenvolvimento intelectual e proporcionar momento de salutar convivialidade e interação. 


Sentiu-se a necessidade de selecionar livros e histórias que fossem de encontro aos gostos e interesses do imaginário das crianças.

"A emoção estava à flor da pele, até chegarmos ao local; mas não demorou muito até que a magia se espalhou. O sorriso, a emoção, os olhares atentos das crianças e jovens foi contagioso". 


Cada palavra, gestos e movimentos que expressávamos provocou naquelas crianças um sorriso encantador, fazendo-as esquecer momentaneamente a dor e o sofrimento. Quisemos lembrar este projeto através da oferta de uma mascote à pediatria do HDES, que projetamos e desenvolvemos nas nossas aulas. Constituímos dois pequenos espaços de dinamização de leitura de histórias e contos e organizando as crianças em pequenos grupos conseguimos captar a sua atenção. Deixámos a magia da leitura e trouxemos o sorriso deles gravados na memória de cada um de nós. As alunas contaram com o apoio dos professores Luís Castro, Mário Miranda e do núcleo de amigos da pediatria nas pessoas da engenheira Ilda Brás e professora Ana Paula Rego e dos profissionais de saúde ligados ao serviço de pediatria. As alunas agradecem a todos os que direta ou indiretamente, contribuíram para a concretização deste projeto, aproveitando também para desejar a toda a comunidade hospitalar um excelente 2015 e rápidas melhoras para as crianças.

Professores: Luís Castro, Mário Miranda
Enviar um comentário